segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Melhores de 2011, por Thiago Miazzo

O ano de 2011 foi bom, musicalmente falando. Pode não ter sido o melhor ano para Amy Winehouse, nem para Osama Bin Laden. A mina mais porra-louca do pop morreu, e o terrorista mais procurado do mundo, também. Já era, "Washington Buries Al-Qaeda Leader at Sea", como declarou Dominick Fernow. Não foi um ano bom para as pessoas que viviam nos arredores da usina de Fukushima, nem para o Euro. O pessoal de Grécia, EUA, Espanha e Itália - além dos camaradas que tomaram as ruas na Primavera Árabe - tiveram pouco tempo pra relaxar e ouvir música.  Pensando neles (e em todos que, por qualquer motivo, não tiveram tempo pra acompanhar a música ao longo do ano) tentei fazer essa lista da forma mais abrangente possível. Inclui o Post-punk intenso da molecada do Iceage, o Power Electronics truculento do Alberich e alguns daqueles discos que "não podem ficar de fora", como é o caso do Bon Iver e do The King of Limbs (com o qual muita gente só teve contato através das paródias do clipe de "Lotus Flower"). É uma lista como qualquer outra, vulnerável a uma série de críticas e apontamentos. São vinte discos e quarenta músicas. Muita gente ficou de fora, mas se você quer correr atrás do tempo perdido e garimpar os lançamentos de 2011, pode começar por aqui:

01) Prurient - Bermuda Drain
02) Julia Holter - Tragedy
03) Panda Bear - Tomboy 
04) Tim Hecker - Ravedeath 1972
05) Jesu - Ascension
06) Earth - Angels of Darkness, Demons of Light I
07) James Ferraro - Far Side Virtual
08) Iceage - The New Brigade
09) Sobre a Máquina - Areia
10) Bon Iver - Bon Iver



11) Radiohead - King of Limbs
12) Six Organs of Admittance - Asleep On The Floodplainx'
13) How to Dress Well - Just Once
14) Thurston Moore - Demolished Throughts
15) Kode9 & The Spaceape - Black Sun
16) The Raveonettes – Raven in the Grave
17) Raspberry Bulbs - Nature Tries Again
18) Cold Cave - Cherish the Light Years
19) Alberich - Psychology of Love
20) Julianna Barwick - The Magic Place

E as quarenta melhores músicas do ano, em ordem alfabética:

01) Alberich - Psychology of Love
02) Ajapai - Detected
03) Battles - Futura
04) Björk - Crystalline
05) Bon Iver - Holoscene
06) Boy Friend - The False Cross
07) Burial - Stolen Dog
08) Deep Magic - Minds in Lucidity I
09) Dorgas - Loxhanxha
10) Dylan Ettinger - Endeavor
11) Earth - Descendent to the Zenith
12) Earth - Old Black
13) How to Dress Well - Suicide Dream 2
14) Iceage - Broken Bone
15) Inverness - Winter Lemonade
16) James Ferraro - Earth Minutes
17) Jennifer Lo-fi - Troffea
18) Jesu - Black Lies
19) Jesu - King of Kings
20) Julia Holter -  Celebration
21) Julia Holter - Goddess Eyes

22) Julianna Barwick - White Flag
23) Kode9 & The Spaceape - Black Sun (Partial Eclipse Mix)
24) M.Geddes Gengras - Splashing Into Mine
25) Panda Bear - Tomboy
26) Panda Bear – Alsatian Darn
27) Prurient - Palm Tree Corpse
28) Prurient - Let's Make a Slave
29) Radiohead - Lotus Flower (Jacques Greene RMX)
30) Raspberry Bulbs - What it is Between us
31) SBTRKT - Hold On
32) Six Organs of Admittance - Light of the Light
33) Sobre a Máquina - Lingua Negra
34) Sobre a Máquina - Barca
35) Tim Hecker - Analog Paralysis, 1978
36) Tim Hecker - No Drums
37) Thurston Moore - Day Dreamy
38) Vatican Shadow -  USS Carl Vinson Night Tide Funeral
39) Wind in Willows - Elephant Dreams
40) Xander Harris - Tanned Skin Glass

Nenhum comentário: