terça-feira, 21 de agosto de 2012

(crítica - disco) Bronze Age - Antiquated Futurism [2012; Bed of Nails, EUA]


Bronze Age é o mais novo projeto de Kris Lapke, mais conhecido pela alcunha Alberich e por seu trabalho como produtor e engenheiro de som para nomes como Kevin Drumm e Prurient. Carinhosamente apelidado de "Vatican Shadow do Lapke", lançou seu primeiro disco - entitulado Antiquated Futurism - pelo selo subsidiário da Hospital Productions, Bed of Nails.

Esse flerte de Lapke com uma sonoridade mais orientada para o techno permeia toda a sua carreira. Algumas músicas de seu disco "Psychology of Love" traz beats que, mesmo reservados ao pano de fundo, garantem pulso à música, conservando a sua estrutura. É como se o artista construísse um esqueleto e revestisse os ossos com camadas e mais camadas de noise, deixando o ritmo restrito à mais atenta audição, semelhante a um raio-x. Essa sonoridade mais ritmica é mais aprofundada no Christian Cosmos, ao lado do parceiro Dominick Fernow. Mesmo sufocado por texturas distorcidas e muitas vezes remetendo a uma avalanche ou à implosão de um prédio antigo, o duo mantém uma noção de ritmo deveras consistente.

Traçar um panorama de sua obra é necessário quando o assunto é Bronze Age - de que outro modo faria sentido uma transformação que, através de um olhar mais descuidado, poderia ser encarada como uma mudança da água pro vinho? Antiquated Futurism transpira influências de old school techno e early rave, misturando influências de coldwave, minimal synth e dos registros do Vatican Shadow pós-Iraqi Praetorian Guard. Os beats, presentes em uma parcela considerável de sua carreira, mostram-se nítidos e claros nesse álbum, de uma maneira nunca antes ouvida. É como se Lapke tivesse optado por recomeçar do zero, trazendo na bagagem apenas a ideia do beat como direcionador da música, o elemento principal de sua obra. O disco abre com um techno furioso entitulado "Surviving Cultural Impedance", seguido pela atmosférica "Coupling Symbols", certamente a mais familiar aos ouvidos daqueles que acompanham a sua carreira de longa data. Cabe à majestosa "Modal Ingenuity" encerrar a bolacha, que ganhou uma linda prensagem em vinil laranja.

Thiago Miazzo

Ouça uma prévia de Antiquated Futurism:
bronze age - antiquated futurism (album preview)


Nenhum comentário: