quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Melhores de 2012: Arthur Dantas



Primeiro texto aqui no blog, vamos às apresentações: meu nome é Arthur Dantas, 34, mineiro por opção, carioca de residência, a favor da paz, do amor, das meninas bonitase da esperança. Recebi o convite do Bernardo Oliveira (aka Jorge Aragão jovem) com muito orgulho, já que aqui nesse espaço só publicam bambas. É o caso de se perguntar se eles resolveram botar as crianças pra brincar com os adultos...

Primeiro de tudo: por favor não levem muito a sério essa lista porque nem eu mesmo levo tão a sério meu julgamento. Prefiro que entendam essa lista mais como um ato de generosidade, já que, como nem todo mundo que lê este blog me conhece, fica a dica de uns lances bacanas pra correr atrás e ouvir. Acho que o importante é entender de onde vem meu senso crítico pra avaliação cultural e, assim sendo, lá vai: meu porto seguro e minha visão de mundo foram criadas a partir de uma perspectiva punk rock. Depois, veio o free jazz e o samba norteando minhasreflexões. Mas a questão da integridade, de criar música para além de demandas de mercado e pensar arte como exceção e não como regra veio do punk - tá bem, tá bem: isso é Godard!

Tanto no Brasil como lá fora, nota-se trabalhos FODAS na seara do punk/hardcore. Isso acaba por pavimentar a sensibilidade de um amigo que diz que o punk inglês pós geração Sex Pistols/Clash e o hardcoreestadunidenses caminham a passos largos pra virarem “classic rock” no próximo biênio. Pela movimentação da indústria cultural estrangeira, faz muito sentido.

Minha lista nacional, ainda que encabeçada por mestres de ontem e de hoje nas 3 primeiras posições, reflete muito do meu entusiasmo com a cena carioca atual. Na gringa, nunca a música eletrônica (seja lá o que isso queira dizer) teve tanta proeminência no meu gosto pessoal.

Dos relançamentos, atenção total ao disco do Plínio Marcos que acaba por apresentar uma geração toda esquecida de bambas paulistas. É uma chance rara de entender e muito um Kiko Dinucci e um Ogi, por exemplo. O álbum do Don Cherry é uma aula de como fazer um trabalho multicultural sem soar como um palhacinho do sistema, tentando navegar na onda do momento, seja ela oriunda da África e da Ásia. É um trabalho de diálogo com a tradição sem condescendência, com tempero forte de autor.

Nos livros, temos um trabalho sem precedentes como o do Rodrigo Mehreb comentando a revolução sessentista do rock mundial com muita propriedade e PESQUISA. Todo mundo que quer se meter a escrever um trabalho de fôlego sobre música deveria ler esse livro, assim como quem quer exercer crítica cultural de forma mais ampla deveria conhecer os trabalhos do Fred Coelho. Assim como os livros de Paulo Lins e Nei Lopes indicados são muito valiosos no sentido de criar uma visão ficcional que pensa a civilização brasileira a partir de uma perspectiva musical. A saber: o  nascimento do samba no Rio de Janeiro.

O álbum de outtakes do Lungfish entra como estrela solitária na minha votação, porque diz muito do meu gosto pessoal e fala muito sobre algo que nunca consegui entender: como esse quarteto de Washington D.C ainda não passou por uma reapreciação crítica?? Daniel Higgs é fatalmente uma das maiores vozes e um dos maiores letristasde rock de todos os tempos!

Por fim, nos vídeos, destaque absoluto pro vídeo voluptoso do Don L (um rapper de Fortaleza que tenho certeza será destaque em 2013), e para o recém-lançado clipe da faixa “Patrão”, do Ordinária Hit, o mais importante combo de música/políticaradical na América Latina. O vídeo - aterrador - fala por si só - com direito à citação de Minor Threat!


DISCOS DO ANO - 2012:

BRASIL
01. Metá Metá – Metal Metal
02. Siba – Avante
04. Tom Zé – Tropicália Lixo Lógico
05. Psilosamples – Mental Surf
06. Elma – Elma LP
07. Kamau - ...Entre...
08. Estudantes – Pedra Portuguesa na Sua Cabeça
09. Caetano Veloso – Um Abraçaço
10. Negro Léo – The Newspeak
11. Juliana Perdigão – Álbum Desconhecido
12. Rodrigo Campos - Bahia Fantástica
13. Chinese Cookie Poets – Worm Love
14. Hurtmold - Mils Crianças
15. Dona Onete - Feitiço Caboclo

Amabis . Trabalhos Carnívoros / Ba Kimbuta – Universo Preto Paralelo / Céu - Caravana Sereia Bloom / Cidade Cemitério - Asa Morte / Constantina - Pacífico / Curumin – Arrocha / Getatchew Mekuria & The Ex + Friends - Y'Anbessaw Tezeta / Jair Naves - E Você Se Sente Numa Cela Escura, Planejando A Sua Fuga, Cavando O Chão Com As Próprias Unhas / Lucas Santanna - O Deus Que Devasta Mas Também Cura / Lupe de Lupe – Sal Grosso / Maga Bo - Quilombo Moderno / Merda – Indio Cocalero / O Inimigo – Imaginário Absoluto / Otto - The Moon 1111 / Pazes - Limbo / Renegades Of Punk - Coração Metrônomo / Rodrigo Campos - Bahia Fantástica / Sambanzo- Etiópia / Sobre A Máquina - “Sobre A Máquina” / Supercordas - A Mágica Deriva Dos Elefantes / Test - Árabe Macabre / Tulipa Ruiz – Tudo Tanto


MUNDO
01. Scott Walker - Bish Bosch         
02. Bill Fay – Life Is People
03. Dan Deacon – America
04. Actress – R.I.P
05. Richard Bishop - Intermezzo
06. Black Pus – Pus Mortem
07. Kendrick Lamar - good kid m.A.A.d city
08. Bob Dylan – Tempest
09. Godspeed You! Black Emperor – Allelujah! Don’t Bend! Ascend!
10. Sun Araw & M Geddes Gengras meet The Congos - Icon Give Thank    
11. Dean Blunt & Inga Copeland - Black is Beautiful
12. Frank Ocean - Channel Orange
13. Borko – Born To Be Free
14. Swans – The Seer
15. 9th Wonder & Buckshot – The Solution

Actress – R.I.P / Ariel Pink – Mature Themes / Dirty Projectors - Swing Lo Magellan / El-P – Cancer 4 Cure / Gonjasufi — MUZZLE / Josephine Foster - Blood Rushing / JJ DOOM - Key to the Kuffs / Laurel Halo - Quarantine / Lean Left - Live at Café Oto / Mala – Mala in Cuba /Nas - Life is Good / Neurosis – Honor Found In Decay/ Squarepusher – Ufabulum / X-TG - Deserthore/The Final Report / Wadada Leo Smith - Ten Freedom Summers / White Lung – Sorry / Alasdair Roberts & Friends – A Wonder Working Stone


Relançamento:
Plínio Marcos em Prosa e Samba – Com Geraldo Filme, Zeca da Casa Verde e Toniquinho Batuqueiro
Don Cherry - Organic Music Society
Dicks - All Reissues
Roxy Music - The Complete Studio Recordings 1972-1982
Charles Mingus - The Jazz Workshop Concerts 1964-1965   

EP/Single:
Amiri – Êta Porra!
Renegades Of Punk - Coração Metrônomo
“Pre Ambulatório EP” – Lê Almeida
Garage Fuzz . Warm & Cold
“Serenata” – Bemônio
Hype Williams – London 2012
M. Takara – Baladas EP
M. Takara – Fantasma EP
Psilosamples - “Chorumelody”

Hour Concours:
Lungfish – ACR 1999

Livros:
O Som da Revolução - Rodrigo Mehreb (Civilização Brasileira)
Desde Que o Samba é Samba - Paulo Lins (Editora Planeta)
A Lua Triste Descamba - Nei Lopes (Pallus)

Shows:
The Ex - Disco Hyppe / Pouso Alegre (MG)
Paulinho da Viola 70 Anos e Velha Guarda da Portela – Parque Madureira / RJ
Metá Metá – Oi Futuro Ipanema/RJ
Hype Williams – Novas Frequências / RJ
Criolo e Emicida - SESC Pompeia / SP
Kevin Drumm - Audio Rebel / RJ
Ordinaria Hit - Disco Hyppe / Pouso Alegre (MG)
Estudantes - Audio Rebel / RJ
Chinese Cookie Poets – Audio Rebel / RJ
The Eternals - Audio Rebel / RJ
Blonde Redhead - CCJ / SP
Jards Macalé - Ocupação do Canecão / RJ

Vídeos: 

X-TG & Antony Hegarty – "Janitor of Lunacy"




Scott Walker – "Epizootics!"




Ordinaria Hit – "Patrão"




Don L Feat. Flora Matos – "Sangue é Champanhe"


Don L. feat. Flora Matos - "Sangue é Champanhe" from LuckyBastardsInc on Vimeo.

Arthur Dantas

Nenhum comentário: